• Gastronomia
  • Comidinhas de Halloween – Murdercakes!

    Olá!

    Hoje vim compartilhar com vocês mais uma ideia de docinhos para o Halloween, dessa vez com uma receitinha maravilhosa: red velvet cupcakes ♥  (que foram apelidados carinhosamente de Murdercakes hahah)

    Pedi ajuda para a Carla Gutenberg, que é minha amiga há muitos anos e uma foodie de alma e coração. A Carla é formada em gastronomia e confeitaria pela Casa do Chefe em Jundiaí e adora experimentar na cozinha, e principalmente fazer doces. Fizemos essa receita de cupcakes e ela compartilhou várias dicas pessoais para o preparo da fornada perfeita!

    O segredo de qualquer receita desse tipo é seguir muito à risca as instruções e usar a quantidade exata dos ingredientes, pesando todos numa balança, e sempre prestando atenção na ordem e no preparo. Vamos lá?

    Ingredientes do Buttermilk:

    • 180 ml de leite
    • 1 colher (sopa) de vinagre branco

    Misture bem os dois ingredientes. Deixe descansar por no mínimo 10 minutos antes de acrescentar à massa.

    Ingredientes para a massa:

    •  290g de farinha de trigo
    • 165g de açúcar
    • 150g de manteiga em temperatura ambiente
    • 3/4 xícara (chá) de Buttermilk
    • 1/2 colher de bicarbonato de sódio
    • 1 e 1/2 colheres (sopa) de chocolate em pó
    • 1 colher (sopa) de corante vermelho líquido
    • 1/2 colher (sopa) de essência de baunilha
    • 2 ovos
    • 15ml de vinagre de vinho branco
    • 1 pitada de sal

    Modo de preparo da massa:

    Peneire a farinha de trigo, o sal e o bicarbonato. Reserve. Separadamente, misture o chocolate em pó (precisa ser chocolate mesmo, não pode ser achocolatado!), a essência e o corante. Reserve. Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até obter um creme claro e fofo. Acrescente os ovos aos poucos. Adicione a mistura de chocolate reservada e bata até obter completa homogeneização da massa. Retire da batedeira e acrescente aos poucos, intercalando os outros ingredientes secos reservados, o Buttermilk, o vinagre e misture bem com o auxílio de uma colher de pau. Coloque a mistura nas forminhas e leve para assar no fogo a 200º por aproximadamente 40 minutos.

    ♥ Dica da Carla: A manteiga precisa estar em temperatura ambiente, nem gelada e nem derretida, caso contrário a massa não cresce. É melhor sempre bater os ingredientes secos à mão em vez da batedeira, ou no máximo na velocidade 1, para não correr o risco de a massa não ficar fofinha. Encher apenas 3/4 da forminha, deixando espaço para a massa crescer. Não abrir o forno antes de 30 minutos para a massa não murchar. Depois de pronto, deixe os cupcakes esfriarem dentro do próprio forno com a porta semi aberta.

    Ingredientes Cobertura Cream Cheese:

    • 230g de cream cheese
    • 112g de manteiga
    • 165g de açúcar de confeiteiro
    • 1 colher (chá) de essência de baunilha

    Modo de preparo da cobertura:

    Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar até obter uma “farofa”. Acrescente o cream cheese, a essência e bata somente o suficiente para obter um creme, não bata muito.

    ♥ Dica da Carla: bater a cobertura e deixar para gelar enquanto assa ou esfria o bolo. Não desenformar nem decorar os cupcakes enquanto eles estiverem quentes ou mornos, precisam estar completamente frios. Se você for colorir a cobertura, acrescente apenas 1 gota de corante de cada vez e vá mexendo aos pouquinhos, para não correr o risco de amolecer demais.

    Para decorar os cupcakes, fiz dois estilos: primeiro com a cobertura na cor original, coloquei uma dentadurinha (bala de gelatina) em cada, e escorrendo de cada dentinho coloquei um pouco de cobertura de morango. Como era pouca quantidade e apenas para a decoração, usei aquelas coberturas prontas de sorvete mesmo.

    Depois, misturamos algumas gotinhas de corante preto na cobertura (não é necessário muitas gotas para chegar nessa cor). Isso costuma amolecer um pouco a cobertura, e como estava muito calor preferi deixar reservado na geladeira de um dia para o outro. Coloquei açúcar granulado preto por cima (também pode ser glitter comestível) e decorei cada cupcake em um estilo: um com a mesma dentadurinha que usei nos outros, um com uma aranha de plástico e no último cortei as pontinhas de duas pimentas dedo-de-moça para fazer chifrinhos.

    Se você fizer os cupcakes para servir em uma festa por exemplo o ideal é usar sempre ingredientes apenas comestíveis (e que a pessoa vá comer mesmo, no caso da pimenta isso não funciona muito bem haha). Dá para brincar criando cores e decorações diferentes, é só usar a criatividade!
    Os cupcakes ficaram uma delícia, red velvet é um dos meus sabores favoritos de bolo e essa cobertura é muito saborosa. A receita rendeu suficiente para cerca de 13 cupcakes.

    Vocês podem seguir a Carla no Instagram, onde ela posta reviews e dicas de vários restaurantes em São Paulo e Jundiaí, e também acompanhar o blog dela, onde tenho certeza que assim como eu vocês também vão querer que ela compartilhe mais receitas ♥

    Espero que vocês tenham gostado! Me contem se gostariam de ver mais posts com receitas diferentes por aqui, e se fizerem os cupcakes, não esqueçam de me mostrar!

    Beijos,

  • Cinema
  • 31 Filmes para assistir em Outubro – Parte 2

    Olá!

    Finalmente! Fiquei bem feliz com a repercussão positiva da primeira parte do meu especial com indicações de filmes para entrar no clima do Halloween, e ainda mais animada para postar a segunda parte da lista. Como eu já havia dito, não estão necessariamente todos os meus filmes favoritos nessa lista, mas sim filmes que na minha opinião combinam com essa época do ano e me deixam ainda mais animada para o Halloween. Vamos lá:

    16. Pet Sematary (Cemitério Maldito) – 1989

    I don’t want to be buried in a Pet Sematary! Como eu amo esse filme! ♥ Pet Sematary é uma adaptação de uma obra do Stephen King, e conta a história de uma família que se muda para uma casa no interior próxima a uma estrada muito perigosa. Muitos bichinhos de estimação acabavam morrendo atropelados nessa estrada, e por isso foi construído um cemitério dedicado a eles próximo à casa. Porém, depois de um acidente terrível na família, as coisas começam a complicar e a vida deles muda para sempre. O filme não se apoia em sustos exagerados, o terror se dá pela atmosfera e por toda a ideia em si. Se você nunca assistiu a esse clássico, não deixe de ver esse mês! Está na Netflix.

    17. House of 1000 Corpses (A Casa dos 1000 Corpos) – 2003

    Difícil explicar em poucas palavras o quanto eu amo esse filme. Mais uma obra do excêntrico Rob Zombie, House of 1000 Corpses é um dos meus filmes de terror favoritos da vida. Com muitas referências ao clássico Massacre da Serra Elétrica, o filme conta a história de um grupo de jovens que, buscando atrações de beira de estrada, cai nas mãos de uma família sádica e bizarra de serial killers. A trilha sonora e principalmente a fotografia são uma obra à parte – o filme é extremamente colorido, com cores e imagens muito fortes, que contribuem para uma atmosfera realmente perturbadora e muito única. É o tipo de filme que vai te deixando mais tenso a cada minuto, com o clímax culminando em cenas realmente bizarras. Se você gosta de filmes de terror perturbadores, sádicos e muito sangrentos, esse filme é para você.

    18. Frankenweenie – 2012


     
    Mais um clássico do stop motion criado pelo Tim Burton, Frankenweenie conta a história de um menino que, após perder seu cachorrinho em um acidente, inventa um modo de trazê-lo de volta à vida – mas as coisas não ocorrem tão bem quanto o esperado. O filme é todo em preto e branco e tem personagens muito intrigantes e cativantes, como a poodle Persephone que remete encantadoramente à nossa querida Noiva do Frankenstein. O filme está na Netflix ♥

    19. Stranger Things – 2016

    Não é um filme, mas não resisti em colocar nessa lista. Acho difícil que quem se interesse pelos universos do terror ou da ficção científica ainda não tenha assistido Stranger Things, mas é uma ótima ideia rever durante esse mês – principalmente porque a segunda temporada estreia dia 27! A série conta a história de um grupo de crianças que investigam o desaparecimento de um de seus amigos, juntamente com sua mãe e um policial. A vibe da série traz uma nostalgia muito gostosa, com diversos elementos que remetem aos filmes do gênero dos anos 80, muitas homenagens e easter eggs para os fãs. A trilha sonora também é incrível, e na verdade essa foi a primeira série em muito tempo que eu percebi agradar pessoas de absolutamente todos os estilos. Stranger Things é produzida pela Netflix e a primeira temporada tem apenas 8 episódios, super rapidinha de assistir e uma delícia de maratonar num fim de semana.

    20. The Love Witch – 2016

    The Love Witch foi um filme que me surpreendeu de uma forma muito boa. Conta a história de Elaine, uma bruxa que determinada a encontrar um homem que a ame de verdade, começa a seduzir e conquistar os homens de sua nova cidade através de feitiços e poções. O problema é que a visão que ela tem do amor e de relacionamentos é completamente distorcida e doentia – e os resultados são catastróficos. Tanto Elaine quanto o visual do filme são encantadores, remetendo às obras das décadas de 60 e 70 e aos clássicos em Technicolor, o que faz a fotografia do filme ser inesquecível. Para uma resenha mais completa sobre The Love Witch, recomendo esse post da Black Wasabi ♥

    21. The Addam’s Family & Family Values (A Família Addams 1 e 2) – 1991/1993

    They’re creepy and they’re kooky, Mysterious and spooky, They’re all together ooky, The Addams Family! ♥ Clássicos são clássicos, né? Nunca canso de assistir A Família Addams, seja a série original de 1964 (que é maravilhosa e merece um post à parte aqui no blog), ou os filmes dos anos 90. Gomez e Morticia são o meu maior relationship goals da vida inteira, e toda a atmosfera e os membros da família são caricatos, mas muito encantadores. Aproveitem pois os dois filmes voltaram ao catálogo da Netflix.

    22. Insidious (Sobrenatural) – 2010

    Uma família se muda para uma nova casa e começa a suspeitar de forças sobrenaturais quando seu filho entra num coma misterioso. Insidious é dirigido por James Wan, que também dirigiu o primeiro filme da série Jogos Mortais, tem um clima de suspense típico dos filmes de casa mal assombrada, mas apesar dos jump scares o filme tem diversos outros elementos que contribuem para toda sua atmosfera realmente assustadora. Insidious é bem intenso, e na minha opinião um dos melhores filmes de terror feitos na última década. Acabou de voltar para a Netflix!

    23. House On Haunted Hill (A Casa dos Maus Espíritos) – 1959

    “Darling, the only ghoul in the house is you!” Um dos meus filmes favoritos com o Vincent Price, House On Haunted Hill é um clássico para os amantes do terror. Uma noite assustadora em uma mansão mal assombrada promovida por um excêntrico milionário, que oferece um prêmio em dinheiro para aqueles que se aventurarem. Já havia falado sobre esse filme no meu post de Top 5 Filmes de Terror Clássicos, mas não resisti em colocá-lo nessa lista também.

    24. A Nightmare On Elm Street (A Hora do Pesadelo) – 1984

    1, 2, Freddy is coming for you… Se você assistiu aos filmes do Freddy Krueger quando era mais novo, tenho certeza que já teve pesadelos assustadores. Nightmare On Elm Street é um dos maiores clássicos do terror e dos slasher movies, com um dos personagens mais conhecidos de toda a história do cinema. O filme conta a história de um serial killer muito sádico que atormenta suas vítimas dentro de seus próprios sonhos, com muito suspense, terror e bem gore. Não é à toa que, apesar de lançado há mais de trinta anos e feito com um orçamento baixo, A Hora do Pesadelo continua sendo um dos filmes favoritos dos amantes do gênero.

    25. Child’s Play (Brinquedo Assassino) – 1988

    Mais um clássico que com certeza aterrorizou a infância de muitos vocês. Chucky é o famoso boneco assassino, um brinquedo que foi possuído pela alma cruel de um serial killer. Child’s Play foi um marco em sua época, com um conceito muito original que inspirou e inspira diversos filmes até hoje, além de vários outros de sua própria franquia. Acho o filme muito divertido e um ótimo entretenimento, para quem ainda não assistiu ao original, fica a dica!

    26. The Witch (A Bruxa) – 2015

    “Wouldst thou like to live deliciously?” Confesso que quando assisti The Witch não entendi muito bem como o filme tinha agradado tanta gente e ganhado tanta fama, pois a verdade é que é um filme bem diferente do que estamos acostumados a ver no terror dos últimos anos – ele é bem lento, não recorre a jump scares e tem uma narrativa fora do convencional. O filme retrata as lendas e o folclore acerca de bruxas e o fanatismo religioso vigente no período colonial na Nova Inglaterra. Eu diria que é quase um thriller psicológico, construindo aos poucos a atmosfera assustadora, com atuações, trilha sonora e fotografia impecáveis.

    27. Evil Dead (A Morte do Demônio) – 2013

    “Groovy.” Sei que muitos de vocês também devem ser fãs da clássica franquia dos anos 80, mas dessa vez vim falar do remake. Muitos fãs de terror torcem o nariz para qualquer anúncio de remake dos clássicos que tanto amamos, mas eu realmente gostei muito dessa nova versão de Evil Dead. A pegada do filme é diferente, não tem o mesmo humor trash dos primeiros, porém isso é compensado pela mesma dose de gore, violência e terror brutal – o filme é realmente aterrorizante. E com certeza o que eu mais amei nessa nova versão é que o filme é feito completamente sem computação gráfica – assista tendo em mente que tudo o que você está vendo na tela é 100% real.

    28. The Thing (O Enigma de Outro Mundo) – 1982

    “You gotta be fucking kidding!” Um dos maiores clássicos de John Carpenter, The Thing se passa numa base de pesquisa científica na Antártida, invadida por uma criatura alienígena que tem a capacidade de se transformar perfeitamente em todos que a tocam. O filme é definitivamente um marco na história do horror e sci-fi, e apesar de ter sido rejeitado pela crítica e pelo público em seu lançamento, tem ganhado cada vez mais reconhecimento com o passar dos anos. Suspense, ação, horror e muito gore.

    29. Gremlins – 1984

    “Never feed him after midnight!” Gremlins é um filme de comédia que traz uma nostalgia gostosa e remete aos filmes que passavam na Sessão da Tarde nos anos 90. Um garoto recebe de presente de Natal uma criaturinha misteriosa e encantadora, com as únicas instruções de não quebrar nenhuma de três regras – o que acontece, é claro, e acaba gerando um caos por toda a cidade. O filme é divertido e com certeza fará você ter vontade de ter um Gizmo de estimação ♥

    30. The Babadook – 2014

    O Babadook é um dos filmes de terror mais aclamados pela crítica nos últimos anos. Uma mãe recém viúva sofre para controlar seu filho, uma criança perturbada e amedrontada, que acredita nos monstros de seus pesadelos. Após encontrarem em sua casa um livro misterioso chamado “The Babadook”, o menino acredita que aquela é a criatura que aterroriza seus sonhos. O filme é um terror psicológico, que lida com os verdadeiros medos de nossas vidas: solidão, luto e desespero. Com tantos filmes de terror já feitos na história é realmente difícil criar uma ideia única e inovadora, e O Babadook conseguiu.

    31. Braindead (Fome Animal) – 1992

    Braindead talvez seja o filme mais nojentão que você verá na sua vida. Dirigido pelo Peter Jackson (sim, o Peter Jackson que dirigiu O Senhor dos Anéis), o filme é exageradamente gore e bem trash, uma comédia de horror. Braindead mostra a história de uma mulher que, após ser mordida por um macaco-rato-da-sumatra, morre e vira um zumbi extremamente esfomeado. Mas o filme não para por aí, podem esperar muito sangue, tripas, intestinos, bebês zumbi e muito mais, tudo isso no melhor estilo dos efeitos práticos clássicos dos filmes dessa época.

    Espero que tenham gostado do meu especial de filmes para outubro, definitivamente foi um dos posts que eu mais gostei de fazer para o blog até agora. Sempre estou aberta à sugestões de filmes de terror, confesso que tenho uma tendência a preferir os filmes de algumas décadas atrás aos lançamentos mais recentes, pois realmente me incomoda muito a quantidade de CGI exagerado e os sustos sem sentido – então é sempre bom contar com as dicas de vocês para conhecer filmes novos!
    Me contem o que vocês acharam das dicas, e adoraria saber se vocês gostariam que eu fizesse mais posts com resenhas de filmes desse tipo.

    Beijos e até a próxima,

  • Beleza
  • LUSH – Linha exclusiva de Halloween

    foto: allure.com

    Doces ou travessuras? No Halloween da Lush tem os dois! Para quem ainda não conhece, a Lush é uma marca de cosméticos famosa por seus produtos frescos, feitos à mão e com frutas e verduras entre seus diversos ingredientes. Um dos principais pilares da marca é combater os testes em animais, sendo assim totalmente cruelty free e contendo diversos produtos veganos em suas linhas. A Lush também prioriza a produção de produtos sem rótulos ou embalagens, o que evita a produção excessiva de lixo em prol do meio ambiente – aliás, para quem não lembra eu participei da última campanha deles de #VerãoPelado! Nem preciso dizer o quanto fico feliz por trabalhar com uma marca que me identifico tanto com os ideais, e além disso tudo tem inúmeros produtos maravilhosos que eu amo muito.

    Todo ano a Lush lança uma coleção especial de Halloween, com sabonetes, produtos para os lábios, bombas e géis de banho inspirados em símbolos icônicos do Dia das Bruxas. Muito amor envolvido quando uma das suas marcas favoritas dá tanta importância para a data que você mais ama em todo o ano ♥ Recebi alguns dos lançamentos da coleção de Halloween para mostrar para vocês. Vamos lá?

    Goth Fairy – barra cintilante

    A Goth Fairy é uma barrinha muito simpática, que tem entre os ingredientes de sua composição as manteigas de cupuaçu e de illipê, óleos de amêndoas, bergamota e grapefruit. Seu aroma é bem docinho, ao mesmo tempo floral e frutal, porém não é um cheiro forte demais – depois de usá-la você continua sentindo seu cheirinho na pele, mas sem ser enjoativa ou competir com outros perfumes. Para usá-la você pode simplesmente passar a barrinha direto no corpo, ou esfregar nas mãos gentilmente primeiro até que derreta um pouquinho, e assim passá-la onde desejar. A Goth Fairy hidrata bem a pele, deixando-a macia mas sem ficar grudenta ou oleosa. A textura é uma delícia!

    Quando a manteiga derrete na pele, a barrinha deixa um brilho surreal: uma cintilância que ilumina a pele e a deixa repleta de micro brilhinhos, quase como um glitter mesmo. Nas fotos é claro que passei bastante para vocês conseguirem enxergar bem, mas é possível espalhar bem o produto até que deixe apenas uma cintilância discreta, com brilhinhos que aparecem conforme bate a luz. Mas se você é como eu e não tem medo de glitter, se joga e passa a fadinha no corpo inteiro que é sucesso ♥ hahaha

    O valor da Goth Fairy é de R$ 53,00 e você pode comprá-la aqui.

    Sparkly Pumpkin – espuma de banho

    O próximo produto talvez seja o meu favorito de toda a linha de Halloween: a Sparkly Pumpkin ♥ é uma espuma de banho em formato de abóbora e cheia de glitter! Tem como não amar?

    A Sparkly Pumpkin também é um produto vegano, e em sua composição se encontram óleos de limão, grapefruit e canela. Seu aroma é bem cítrico e frutal, e caso você nunca tenha testado nenhuma espuma de banho da Lush eu recomendo muito que aproveite o Halloween e comece por essa. Eu já havia a experimentado no ano passado e é maravilhosa! Ela deixa a água num tom alaranjado e faz bastante espuma, eu usei apenas metade para uma banheira de hidromassagem grande e foi o suficiente.

    Para usá-la basta esfarelar gentilmente embaixo da água, e as espumas começarão a se formar para aquele banho maravilhoso que todas merecemos de vez em quando. Sem contar que essa aboborinha por si só já é incrível, né? Queria uma versão só para deixar de enfeite no meu quarto haha ♥

    foto: bustle.com

    Esse ano a Lush também lançou outra versão da Sparkly Pumpkin, a Pink Pumpkinpara aqueles que preferem se fantasiar de unicórnios do que de zumbis! A Pink Pumpkin tem extratos de bergamota, gerânio e jasmim, e em vez do laranja, ela deixa a água bem rosinha. Pelas reviews que eu li o aroma dela lembra o famoso Rose Jam – um gel de banho que é um dos bestsellers da marca. Já estou super curiosa para testar – será que posso ser um unicórnio zumbi? 😀

    O valor da Sparkly Pumpkin e da Pink Pumpkin é de R$ 31,00 cada e você pode encontrá-las aqui e aqui.

    Black Rose – esfoliante labial sólido

    O Black Rose é um esfoliante labial vegano e fiquei apaixonada pelos ingredientes em sua composição: manteiga de illipê, manteiga de murumuru, óleo de coco extra virgem, óleo de jojoba, óleo de hortelã e açúcar refinado. Se você nunca testou os esfoliantes labiais da Lush, garanto que é um dos produtos que farão você se apaixonar pela marca! É super importante esfoliar os lábios frequentemente, e principalmente antes de aplicar batons matte, que acabam evidenciando qualquer imperfeição. Muitas vezes achamos que o problema está no batom em si, mas sem uma base adequada nenhum produto consegue atingir seu verdadeiro potencial.

    O único problema é que infelizmente o Black Rose é um produto que derrete com facilidade e isso pode acontecer caso você o receba pelo correio ou esteja muito calor. Aqui essa semana fez 35 graus (socorro) e o meu acabou chegando bastante derretidinho, porém eu consegui limpar o excesso e após retornar a uma temperatura ambiente mais normal, ele endureceu novamente. Isso não alterou nada em sua performance, mas caso você tenha a opção de comprá-lo pessoalmente em uma das lojas da Lush eu recomendo que faça isso.

    Mas de fato amei muito o Black Rose – ele esfolia os lábios gentilmente, sem ser agressivo, deixando-os extremamente hidratados e lisinhos. Sem contar que o aroma é uma delícia e muito único. Recomendo muito!

    O valor do Black Rose é de R$ 50,00 e você pode encontrá-lo aqui.

    E por último um bônus: Lord of Misrule ♥ como não recebi esse pretendo fazer um post separado dele mais para frente, mas não podia deixar de fora já que é um dos meus produtos favoritos não só da linha de Halloween, mas de toda a Lush. O Lord of Misrule é um gel de banho verde e com um aroma muito único e exótico – uma mistura de patchouli, pimenta preta e baunilha. É uma delícia tomar banho com esse gel, ele é realmente muito perfumado e o cheirinho não é o típico perfume feminino docinho que você costuma encontrar por aí.
    Quando penso no Halloween da Lush é o Lord of Misrule que me vem imediatamente à cabeça – com certeza um produto que eu queria ter o ano inteiro!

    foto: ashleeliz.com

    Você encontra toda a linha de Halloween da Lush nas lojas físicas e também na loja virtual.
    Todos os produtos são de edição limitada e ficam disponíveis apenas durante essa época do ano, podendo ou não retornar ao catálogo no ano que vem – então aproveitem!

    Lembrando que no site da Lush você consegue ler a respeito e aprender sobre todos os ingredientes utilizados pela empresa, e também nas lojas físicas você pode conhecer de pertinho todos os produtos e ter uma verdadeira experiência Lush, com profissionais treinados e qualificados, e um ambiente maravilhoso cheio de aromas e cores incríveis.

    Espero que tenham gostado do post! E vocês, já testaram algum produto da linha de Halloween da Lush? Quais são seus produtinhos favoritos da marca? Me contem nos comentários!

    Beijos,

  • Halloween
  • Comidinhas de Halloween – sobremesa com minhocas!

    Olá!

    Já estão se preparando para as festinhas de Halloween? ♥ uma das minhas coisas favoritas nessa época é pesquisar receitinhas e ideias para fazer uma mesa divertida e bem decorada, seja para uma festa ou um jantar em casa. A melhor opção para as comidinhas é sempre fazer porções individuais, algo que seja fácil de servir e de comer. A minha ideia foi o mais simples possível, mas uma sobremesa que com certeza agrada todo mundo: bolo com sorvete… e minhocas!

    Não chega nem a ser uma receita pois é extremamente simples e basicamente só a montagem de cada porção, mas vocês podem aproveitar a ideia como preferirem. Também é possível substituir o sorvete por um mousse de chocolate ou qualquer outra sobremesa cremosa, ideal também para manter os docinhos como decoração da mesa, já que o sorvete precisa ser servido imediatamente.

    Usei só três ingredientes – o sorvete, um bolo de chocolate (de caixinha mesmo, fiz no dia anterior e só esfarelei com um garfo), e as minhocas de gelatina. É só servir o sorvete nos potinhos, cobrir com uma camada generosa de bolo e fazer os furinhos para colocar cada minhoca no lugar. Super rápido e fácil, mesmo para quem não se dá tão bem com a cozinha.

    Espero que tenham gostado da ideia, e me contem o que vocês acham de mais posts com comidinhas e bebidas temáticas para o Halloween!

    Beijos,

  • Cinema
  • 31 Filmes para assistir em Outubro – Parte 1

    Olá!

    Imagino que, assim como pra mim, para muitos de vocês o Halloween não dura apenas um dia. Na verdade pra mim chega a ser um estilo de vida, influenciando totalmente meus gostos musicais, estéticos e minha personalidade. Acho uma pena que aqui no Brasil não tenhamos uma cultura tão abrangente para o Dia das Bruxas, e foi pensando nisso que resolvi fazer uma série de posts especiais em Outubro para celebrar o meu mês favorito do ano.

    Para começar, selecionei uma lista com 31 filmes que gosto muito, de terror ou relacionados à temática do Halloween. Não é necessariamente uma lista dos meus filmes favoritos da vida, e sim filmes que considero um bom entretenimento e gostaria de rever nesse mês. Dei preferência a temáticas sobrenaturais, com monstros, zumbis, vampiros e diversos outros elementos que remetam ao Dia das Bruxas, e espero que isso ajude vocês a entrar no clima 😉 …se é que precisam de ajuda!

    1. Trick-R-Treat (Contos do Dia das Bruxas) – 2007

    Assisti esse filme sem nenhuma recomendação e me surpreendi muito. Cinco histórias de terror interligadas por um elemento principal: o Halloween. O filme capta perfeitamente o clima do Dia das Bruxas, em uma vizinhança típica americana com crianças brincando de doces ou travessuras, até que se inicia uma série de eventos macabros e sobrenaturais com desenvolvimentos inesperados. Trick-R-Treat é um filme incrível para os amantes do gênero e perfeito para entrar no clima, recomendo muito que comecem por ele.

    2. Hocus Pocus (Abracadabra) – 1993

    “I put a spell on you, and now you’re mine!” Aposto que a maioria de vocês se divertiu muito assistindo esse filme na Sessão da Tarde. Hocus Pocus é um filme que traz uma nostalgia muito gostosa, contando a história de três bruxas que retornam à vida depois de três séculos adormecidas em Salem. Nada assustador mas muito divertido, com certeza Hocus Pocus é um dos maiores clássicos do Halloween. E tem na Netflix!

    3. Lords Of Salem (As Senhoras de Salem) – 2012

    Uma obra do Rob Zombie, Lords Of Salem conta a história de uma locutora de rádio que vive em Salem e recebe um disco misterioso. Após tocar o disco na rádio local, ela e outras mulheres da cidade entram num transe inexplicável. A história e o roteiro do filme são relativamente simples, mas o que me conquistou foram toda a atmosfera e a fotografia, que é uma das mais incríveis de todos os filmes que já vi. O filme é visualmente maravilhoso e muito único.

    4. It (A Coisa / Uma Obra Prima do Medo) – 1990 / 2017

    Baseado no clássico de Stephen King, It conta a história do palhaço Pennywise, uma entidade misteriosa que assassina crianças em uma pequena cidade de interior. Apesar de ser um filme de terror, It tem aquele clima nostálgico de Sessão da Tarde, com protagonistas crianças se unindo para resolver um mistério. Tanto o clássico de 1990 quanto o remake de 2017 valem muito a pena assistir.

    5. Candyman (O Mistério de Candyman) – 1992

    Um dos meus filmes favoritos das décadas de 80/90, e também um dos poucos que acho realmente assustadores. Candyman conta a história de um misterioso assassino, um espírito maligno que assombra quem o convoca através de uma famosa lenda urbana. O filme é bem gore, bastante sangrento com o melhor estilo de efeitos práticos dessa época, e tem uma atmosfera muito envolvente, com uma trilha sonora linda. Tem na Netflix!

    6. Halloween (A Noite do Terror) – 1978

    John Carpenter criou um dos maiores ícones do terror e dos slasher movies: Michael Myers. Um assassino que após matar sua irmã na noite de Halloween e passar quinze anos num manicômio, retorna à sua cidade natal para continuar o que não terminou. Uma obra de arte do horror, Halloween continua sendo um dos filmes mais assustadores de todos os tempos, mesmo após 40 anos de sua estreia.

    7. Elvira: Mistress of the Dark (A Rainha das Trevas) – 1988

    “If I want your opinion, I’ll beat it out of you!” Não podia faltar nessa lista, né? O clássico de uma das maiores divas do horror, Mistress of the Dark conta a história de Elvira chegando numa cidadezinha de interior para receber uma misteriosa herança. O roteiro do filme é bem simples, com uma trama divertida e lotada do humor negro característico da nossa rainha das trevas. O tipo de filme que eu nunca canso de assistir! Um clássico que com certeza não pode faltar nesse mês.

    8. Cabin In The Woods (O Segredo da Cabana) – 2011

    Cabin In The Woods é um dos meus filmes de terror favoritos da última década. Cinco amigos vão passar as férias numa cabana no meio da floresta, no maior estilo dos estereótipos clichês de filmes de terror – mas a história é muito mais do que isso. É o tipo de filme que vale a pena assistir sem ler muito a respeito antes nem assistir os trailers – o filme é basicamente uma homenagem à toda a cultura do horror, lotado de referências e easter eggs dos clássicos do cinema. Se você ama o gênero, não deixe de assistir.

    9. The Fly (A Mosca) – 1986

    Um dos maiores clássicos dos filmes de terror e ficção científica dos anos 80, A Mosca sempre está entre as minhas listas de favoritos. Um cientista cria um dispositivo de teletransporte e resolve testar sua eficácia em si mesmo – mas os resultados acabam muito longe do esperado. David Cronenberg criou uma brilhante atmosfera de suspense, drama e horror com essa história, e os efeitos práticos desse filme por si só já são uma obra prima à parte. Tem na Netflix.

    10. The Nightmare Before Christmas (O Estranho Mundo de Jack) – 1993

    “This is Halloween! Pumpkins scream in the dead of night.” Não tem como falar de Halloween sem citar O Estranho Mundo de Jack. Tim Burton criou uma obra atemporal, um filme que mesmo após quase 25 anos continua encantando toda a família. Com uma trilha sonora icônica, um estilo e ambientação muito únicos e sendo um dos maiores clássicos do stop motion, O Estranho Mundo de Jack pode ser considerado a maior obra prima do diretor. E também está disponível na Netflix.

    11. Grave Encounters (Fenômenos Paranormais) – 2011

    A equipe de um reality show sobre fenômenos paranormais decide passar a noite em um antigo hospital psiquiátrico. O filme é no melhor do estilo found footage, e apesar de vários elementos já serem bem clichês eu achei a proposta desse filme bem original. Como qualquer filme sobre fantasmas você pode esperar alguns jump scares, mas sinceramente eu sou bem chata pra esse estilo de filme e gosto muito do Grave Encounters. Assustador.

    12. Beetlejuice (Os Fantasmas Se Divertem) – 1988

    “I myself am strange and unusual”. Beetlejuice é um dos maiores clássicos do Tim Burton, mais um filme que tenho certeza que muitos de vocês cresceram assistindo na Sessão da Tarde. Depois de morrerem em um acidente de carro, um casal encontra-se preso em sua antiga casa, assombrando os novos moradores. O filme é muito colorido e divertido, com um humor típico do Tim Burton e trilha sonora incrível do Danny Elfman – sempre vale a pena ver mais uma vez.

    13. The Orphanage (O Orfanato) – 2007

    Uma mulher se muda de volta com sua família à casa que cresceu em sua infância, que costumava servir de orfanato para crianças com necessidades especiais, e em pouco tempo seu filho começa a ter contatos sobrenaturais. O filme é espanhol e conta com ninguém menos que Guillermo del Toro como produtor executivo, e consegue ser ao mesmo tempo uma história terrivelmente assustadora, envolvente e muito bonita.

    14. The Return of the Living Dead (A Volta dos Mortos Vivos) – 1985

    Mais um clássico da década de 80 que combina perfeitamente humor negro com muito sangue, cérebros e tripas. A Volta dos Mortos Vivos é um filme muito divertido e item obrigatório na lista de qualquer amante de zumbis. Um misterioso gás de um experimento militar acaba escapando para a atmosfera e trazendo de volta à vida uma série de cadáveres de um cemitério, famintos por cérebros humanos.

    15. Dracula (Drácula de Bram Stoker) – 1992

    Por mais que eu ame os primeiros clássicos do Drácula, com o Bela Lugosi e mais tarde com o Christopher Lee (falei deles aqui), acredito que talvez o Drácula de Bram Stoker seja meu filme favorito do conde da Transilvânia. Gary Oldman retrata o vampiro de uma forma única e sensacional, tornando a trama envolvente, sensual e misteriosa. Todos os elementos do filme são impecáveis, desde o figurino e a maquiagem até a fotografia e a trilha sonora. Dirigido por Francis Ford Coppola, esse filme é com certeza uma das maiores obras primas do cinema (e também está na Netflix ♥).

    Espero que tenham gostado da primeira parte do especial de filmes para o Halloween ♥ Em breve vem a parte dois, e me contem quais são os filmes favoritos de vocês!

    Beijos,